Geosys expande constelação virtual com CBERS-4

Temos o prazer de anunciar a adição do CBERS-4 à constelação virtual da Geosys para nossos clientes no Brasil. O CBERS-4 é uma missão de cobertura de área ampla e adequada para a agricultura devido à sua câmera multiespectral (MUXCam), que foi desenvolvida em conjunto pelos governos da China e do Brasil.

Esta mais recente adição à constelação virtual da Geosys é única porque representa um esforço conjunto com o UrtheCast através do uso de sua tecnologia UrthePipeline. As informações capturadas pelo CBERS-4 são transformadas em dados prontos para análise por meio da oferta de serviço UrthePipeline da UrtheCast e, em seguida, integradas à nossa cadeia de processamento de imagens (explicada em Remote Sensing Brings Insights From the Filed, Up” na página “Nossa tecnologia”). A partir daqui, somos capazes de fornecer acesso instantâneo a uma variedade de mapas e índices fornecidos por meio de nossas APIs ou pela nossa ferramenta Croptical®.

Falamos anteriormente sobre nossos padrões para a constelação virtual da Geosys – ela realmente se resume à qualidade. Portanto, adicionar um novo satélite à nossa oferta exige testes e verificações rigorosos. Após vários meses de trabalho colaborativo entre as equipes da Geosys e UrtheCast, estamos orgulhosos de disponibilizar esses dados ao nosso cliente.

Abaixo estão exemplos das melhorias feitas com a tecnologia UrthePipeline da UrtheCast:

Melhoria da localização geográfica

Às vezes, os pixels não estão alinhados corretamente – isso é chamado de mudança geométrica. Para dar o melhor suporte aos nossos clientes em todos os setores do campo, é fundamental garantir a precisão. O UrthePipeline detecta e corrige automaticamente mais de 100 metros de erro de localização geográfica quando eles ocorrem nas imagens do CBERS-4 e aprimora a precisão para sub-pixels.

Figura 1. A figura mostra o CBERS-4 sobreposto ao Sentinel-2, com a estrada destacada para ajudar na visualização da mudança geométrica (em cima) e sem realçar (em baixo).

Melhoria radiométrica

Após a calibração automatizada pela ferramenta UrthePipeline da UrtheCast, os dados do CBERS4 são harmonizados com as imagens do Sentinel-2 e ficam prontos para análise. Você pode aprender mais sobre a importância da calibração clicando aqui.

Figura 2. A figura mostra imagens NIR, vermelha e verde do CBERS-4 antes da calibração (esquerda), CBERS-4 após a calibração (centro) e Sentinel-2 (direita).

Um agradecimento especial ao governo brasileiro por disponibilizar os dados para uso por meio de sua política de dados abertos.

Entre em contato para começar a expandir seus negócios com análises de dados de alta qualidade.